Nova substância é eficaz no combate da neuralgia do trigêmeo.

Pesquisadores da Universidade de Zurique descobrem nova substância capaz de inibir de forma eficaz a dor causada pela neuralgia do trigêmeo, sem causar sobrecargas.

A neuralgia do trigêmeo é caracterizada por uma dor aguda e lancinante nos dentes ou em uma região facial, e o tratamento padrão para esta dor crônica nervosa pode causar efeitos colaterais de sobrecarga. Uma nova substância pode inibir eficazmente a dor e é bem tolerada, conforme documentado pelos resultados iniciais de um estudo internacional envolvendo o Centro de Medicina Dentária da Universidade de Zurique.

Neuralgia do Trigêmeo

A dor aguda dispara para o rosto ou dentes e atormenta seriamente os pacientes, é uma das piores dores crônicas nervosas. As crises são desencadeadas pelo toque, como se barbear, colocar maquiagem, tomar banho, falar e escovar os dentes, ou até mesmo por uma rajada de vento. A causa é geralmente uma irritação do nervo trigêmeo, o nervo craniano responsável pela inervação sensorial da área facial, partes do couro cabeludo e cavidade oral.

No entanto, agora há um lampejo de esperança para os pacientes graças a uma substância recentemente testada, que pode reduzir a dor a um nível tolerável, conforme indicado pelos resultados promissores de um estudo de fase II internacional envolvendo o Centro de Medicina Dentária da Universidade De Zurique.

Sobre a pesquisa

Os sinais de dor atingem o cérebro através da ativação de canais de sódio localizados nas membranas das células nervosas. O canal de sódio “1,7” é freqüentemente expresso em nervos condutores da dor e quando há maior intensidade de dor existe uma ligação a uma maior atividade do canal. Assim, o bloqueio deste canal de sódio por um anestésico local inibe a dor. Na neuralgia do trigêmeo, presume-se que o dano do nervo está na base do crânio, sendo esta região difícil de alcançar por injeções locais e, portanto, necessitando de tratamento medicamentoso.

A nova substância BIIB074 que foi testada neste estudo de fase II inibe o canal de sódio 1.7 dependente do estado, o que significa que quanto mais ativo este canal de sódio estiver, mais forte será bloqueado por BIIB074. Já os fármacos atualmente disponíveis bloqueiam o canal de sódio 1.7 independentemente da atividade do nervo, o que normalmente resulta em efeitos colaterais de sobrecarga.

Qual a importância da pesquisa?

“Ao contrário dos medicamentos convencionais, que muitas vezes causam cansaço e problemas de concentração, BIIB074 não só foi eficaz, mas também muito bem tolerado”, explica Dominik Ettlin, especialista em odontologia da UZH. “Vamos agora testar a nova substância em muito mais assuntos durante a próxima fase de estudo, o que irá revelar se a nova esperança de alívio da dor mais eficaz é justificada”, conclui.

Cerca de 13 pessoas em cada 100 mil são diagnosticadas com neuralgia trigeminal todos os anos – que é de cerca de 1 mil e 100 em toda a Suíça. Neuralgia do trigêmeo afeta mais mulheres do que homens, a maioria dos quais são pensionistas. Cerca de um por cento de todos os pacientes com esclerose múltipla desenvolver neuralgia trigeminal.

Fonte: ScienceDaily

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s